Notícias


Hoje foi dureza
E me cansei só de imaginar
As mãos tremiam
Os pés doíam
Tentei manter a calma
E ficou tudo bem

Até por que não é todo dia que recebemos tais notícias
Ou quase notícias
Alguns chamam de surpresa
Eu não, pois sei que sei,
Que um dia virá
Sem pressa talvez
Pra punir a nudez
Ou realizar aquele sonho

Será que sairá de você¿
Não importa, só não posso suportar grandes notícias.
E talvez eu queira viver esse sonho
Sim! Eu quero. Tudo tem seu tempo
E o tempo sabe quando chegar
Vamos esperar,  sem outras surpresas.
Pois não é todo dia que recebemos tais notícias
Não é todo dia que recebemos uma quase notícia.





A dança


Quando a noite parece acabar
Tudo começa
Começa por um cheiro
Um beijo, um toque, uma frase
Quando percebo já estou com o rosto colado
Coloco a mão no seu abraço
Permaneço ao seu lado
Doido para te amar
Te desejo, e um pouco mais
Te chamo, e fico esperando
Quando me olha, já sinto
Tudo muda, a respiração e a pulsação
As minhas mãos tremem
E quando me aproximo 
Some toda a razão
Que dá lugar ao nosso tesão
É apenas o começo
Os lençois se perdem
As roupas também
Seu corpo ainda me espera
Eu estou me preparando
No carinho, no charme e no desejo
São tantos beijos
Carinhos e olhares
Parece nunca cansar
Ou até cansados, nunca paramos
Nunca perde a graça
Nunca é igual
Agora já sinto todo o seu corpo
Já estou afogado nele
Nem paro para pensar
Com todas as luzes apagadas
Apenas um brilhar da janela
Ou dos teus olhos
Suficiente para te achar 
Te tocar, colocar minha boca no lugar certo
As vezes calados
Outras soltamos ruidos
Trocamos olhares, palavras
Ainda tem um abraço, alguns beijos
Cheiros e elogios
O tempo parece não passar
Meu corpo molhado 
Junto ao seu
Formando um só
Com todos os movimentos
Uma sincronia perfeita
É como uma dança
Com uma bela canção
E fica cada vez mais intenso
Parece até flutuar
E nesse momento
Existem mais ruidos
E tudo isso não para
Só aumenta
Aumenta a velocidade
O amor, a vontade
O prazer, os olhares
Os toques e as verdades
Quando parece ser impossível ser melhor
Vem o ápice dos movimentos
O motivo de tudo
De todo tempo gasto
De toda a energia
Da falta de ar
Quando acaba, só nos resta olhares
E nesses olhares estão as palavras
Todas elas dizem a mesma coisa
E já entendemos
Depois de tanto olhar 
A gente não para
E não passa muito tempo
E vem toda a loucura 
Não damos tempo para a razão
Porque basta olhares
Alguns toques, beijos
E algumas frases





Loucura


Eu estou contigo nessa loucura
Em todo progresso
E até quando fizer besteira
Eu faço parte disso
Contribuo com meu desespero
Participo até da angustia
Não faço ideia do futuro
Mas essa loucura, hoje, é nossa
Estou aqui, e sempre estive
Ganhamos e nem estamos no jogo
A gente nem precisa de piada
São tantos risos e afagos
Talvez não entenda
Nem precisa, só leia
Sinta e continue
Sempre me veja
Me veja na sua loucura
Até na nossa
Não deixe de enlouquecer-se
Não me deixe ficar louco
Não deixe sua loucura para trás
Não deixe, e nem pense, em deixar para trás
Aquele que te fez louca



É todo nosso



Posso pular e ter certeza que não vou cair
Mesmo com tanta altura
Completamente medroso 
Posso confiar no pulo


Sei também que qualquer perigo
Qualquer dor ou consequência
Não é maior e nem tão igual ao nosso amor


Hoje acordei com disposição de me arriscar
O fim do mês não me assusta
E nem me causa arrepios
Também não é problema ter medo


Tudo irá valer a pena
Não adianta prever, planejar
Basta viver, viver e viver
Viver e ver, não saber
Nem é preciso entender


Se não for como a gente quer
A gente pode mudar
E transformar o mundo
E aprender que o amor é tão maior
É tão mais próprio
É tão mais nosso
É tão eu e você
Que nem sobra tempo ou amor para outro alguém