Surpresa? Não gosto!

Ah, se eu pudesse saber o que vai acontecer
E se todas as coisas fossem claras
Queria saber quando vai voltar
Queria perceber a presença
Ou talvez saber alguma pista sobre você

Não sei quando, como ou onde
Será uma total surpresa
Mas eu quero estragar isso
Você me conhece
Não gosto disso
Então me avise e me faça feliz
Ou se esconda e me deixe a ver navios

Quando vai chegar?
Sou curioso, não sei brincar disso
Mas faça uma grande surpresa
Ou faça o certo
Ah! eu sou bem mais eu, quando sei o que vai acontecer
Quando sei o que fazer
Quando posso acreditar que vai acontecer

Se você não está entendendo
Isso tudo é uma suplica para que você volte, mas me avise se não for voltar.
Simplesmente me deixe esperando, assim como fiz com você.

2 comentários:

Pitanga disse...

Também não gosto de surpresas!

"Me avise e me faça feliz"...isso sim é bom, correto e menos angustiante.
Nada de "me faça acreditar que...". Na verdade, todo mundo "quer SABER que...". Sem surpresas, né?

Um abraço,
Pitanga.

Branca disse...

Adorei seu blog!! Adorei conhecer vc!! Pessoa linda e especial!! Obrigada. Vida longa a nossa amizade.

bjooo


P.S.: Linkei o seu blog no meu.

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou sugestão! Volte Sempre!